terça-feira, 30 de setembro de 2008

Cartas

‘Entardiar’ o dia para ver se chega logo ao fim. Foi este um dos dons que aperfeiçoei durante essa vidazinha tediosa. Nada como demolir o problema numa só tacada. Essa história de solucioná-los é para poucos, poucos e bons, e acredite, você não está entre eles.
Faça como eu fiz durante boa parte de uma vida, fugindo e despedaçando significados durante todo o percurso, negando a existência de um possível inconsciente, e por Deus, agora posso vê-lo tão nitidamente que por impulso avanço à tua mão e a aperto forte. Exato, quero te levar junto, quero que sinta um pouco dessa sensação fantástica, quero que sinta esse medo envolto por prazeres tão gloriosos. E acabo sendo chato, mas é que teimo em conduzi-lo para cá, para meu buraco. (risos)
Parece-lhes mágico? A mim me parece, aliás, soa até desnorteado. Por que receber cartas ao longo do percurso? Já que são tão valiosas, por que recebê-las tão tarde? Sinto-me incomodado ao fazer tais perguntas, ao tocar neste assunto tão sem fundo. Exato, se não estiver aqui dentro, sim, serão tão sem fundo.
Mas antes de terminar esta explicação, deixe-me citar um percurso. Somente um percurso solitário, que já havia tempos que não acontecia. E não se assuste, geralmente eles são bem críticos, ou ofensivos, seja lá por onde você olhar, veja também o lado positivo, permaneça fixado n’O Magnífico Tripé.
___________________________________________________

— Vamos, ande. Lembre-se também de conversar, tem de mostrar interatividade, você é feliz e normal. Problemas? Esqueça-os! É hora de fingir e você o sabe. — Segue a vozinha esganiçada, lá no fundo. Afinal, é você? — Ah! Não, lá vem o passado. E droga, você o fitou!
Houve tão somente um sorriso sem graça e um flash back daqueles.
Segue andando, pensa, pensa, pensa. E tropeça no próprio pé. LOSER! Desde o início, e ainda foge. — Sinceramente, desisto, toma-os de volta, são tão necessários. É por isso que os chamam de humanos.

12 comentários:

Danielle disse...

mto bom o blog...
post bem lgl

passa no meu

http://daniellevicente.blogspot.com/

Mayara disse...

Gostei daqui, posso frequentar? Acho que "Loser" é o adjetivo que mais me encaixo muitas vezes. Cara, e pior é que eu até poderia mudar isso.

Boa noite.

Luiz disse...

bellissimo post muito bom mesmo
valeu.
http://moemaemdebate.blogspot.com

Ana Célia disse...

a gte devia esquecer as coisas ruins do passado todos os dias...viver como se cada dia fosse único! Deixar as atordoações do passado pra trás...afinal, é PASSADO!

Muito bom texto...adorei!

visite:
http://redescobrindosp.blogspot.com

Naty :) disse...

desculpa mas não entendi nada.
só entendi a parte de "esperar que os dias passem rápido" e é verdade.
:D

Bellon disse...

não queira que os dias passem rápido... pense em quão rápido vai cjhegar a velhice se isso acontecer!

Ana Célia disse...

obrigada pelo comentario...
e, eeeei...nao te dei calote nao....olha meu comentario logo acima
=p =p =p =p

Natááália ;x disse...

Até que o emo que eu inventei na minha história não éé tão dramático assim... nem eu sou tão dramatica assim; lalalala
ah agradeço seu comentário, principalmente a crítica, não é legal recebe-las mas é essencial...
escrevi aquilo em um profundo momento de fúria...
Curti o blog hein 8)

Natááália ;x disse...

aliás, parabéns pelo texto que não deve sem entendido, mas sim sentido :B

Renata disse...

Obrigada pela visita! Parabéns pelo blog!

Tatiana Camilo disse...

Adorei seu texto. Você tem um modo diferente e encantador de escrever.
Quanto ao tema: "Fuga e Problemas', acho que é bem verdade. Nós e nosso inconsciente o tempo todo, fugindo um do outro, numa busca de sai lá o que, numa viagem que não sabemos onde irá parar. E queremos que páre? Não. O que seria da vida sem ação?!

Convido a visitar meu blog:
www.espelomagic.blogspot.com

Renan disse...

Vai Hugo, admite, isso aí de inconsciente vc aprendeu comigo! hehehe
Tá incrível o texto.
=)