domingo, 7 de setembro de 2008

Abraça-me


4:22


Não há sono. Um ranger de dentes misturava-se à música e lançava a sensação de dor, de melancolia. Não há interesse algum, besteira achar que era importante. Em relação aos outros possui virtudes complexas, e não há resposta se é benéfico. Aprender é necessário, mas nem sempre haverá um manual para isso.
Pára de chorar, você se corta tanto por dentro com isso, e me aflige ver-te nessa situação. Às vezes me assunta a incógnita existente em ti, o que vêem nisso e como lidar, lidar. Leva ainda essa fragilidade sem medida. Tolo. Abraça-me.

1000 palavras

___________________________________________________


Amargura em face, os olhos cintilavam como um lago, profundos e alagadiços. Ouvia-se o grito em seu interior, e este se misturara ao choro e ao desespero externos. Disse-lhe que mudaria com o tempo, e chorou mais um pouco. É tanta confusão, pobre garoto, levou anos para chegar ali e já duvida de qualquer longo caminho. Não foram ouvidas palavras algumas, o mundo girava quando houve movimentos, esgueirou-se e face a face pode ver outros olhos. Não foi tão ruim para uma primeira vez, e apesar dos soluços e lágrimas que o haviam desmascarado, pôde dizer um breve ‘muito obrigado’, seguido de um descanso num ombro tenso. O coração batia tão forte e a mão estava gelada. Que cena incrível! Não houve beijos nem hesitações, mas levou almas ao profundo êxtase do desconhecido. Era uma praça, estava molhada de chuva meio a um frio de rosar os mais deprimidos. As folhas delatavam o outono e a claridade a manhã. O choro não cessava e persuadiu outros ao mesmo. Eram dois, eram um só. Ali fora chegada a magia. Imagine-se enlouquecendo, agora abraça-me.

3 comentários:

Bru.na disse...

O texto foi lindo até me arrepiei,sem hesitar posso dizer que você escreve com um sentimento :D
Do qual eu adoro!

belezabelezura disse...

É engraçado o fato de aprender,chorar...exaltar mil sentimentos.
Mas no fim cometemos os mesmos erros.
O ser humano é uma besta.

[ living about to dying ] disse...

Seus textos são incríveis, me inspirão. Você escreve muito bem, se expressa muito bem. Te adoro rss, futuro professor *-*