segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Velocidade das noites

Você decide olhar para trás somente quando quer... De repente se depara com a alma mais perfeita. Os olhos marejados de desejos não te deixam fugir e seu sorriso inicialmente parte de uma brincadeira. Bobagem tentar jogar com tamanho jogador.
A música invade sua mente e devaneia qualquer sobriedade existente nesta. Quando a mão dele toca-te a sua respiração força, os sentidos se intensificam e dão a você a impressão de se deslocar. Você já não raciocina com total discernimento e tudo que faz é sentir.
Não havia com que se preocupar, era o momento dele. Um presente dos deuses aos pobres sem almas. O intensificador tocando a criatura põe seus sonhos no que pouco vê e ele cai... cai de amores por jamais ter conhecido o outro lado.
Os olhos continuam fixos e a boca sedenta por sangue ainda não cessou em ser bela.
Ele torna mágico o que você ignorou por algum tempo. Ele tem desejos e estes tocam qualquer coração. Ele dança e envolve. Ele faz o tempo parar se você quiser, mas há de ser intenso, porque ele é intenso. Porque amor e superficialidade têm outro nome. Porque qualquer um que anseia por seus sonhos sonha, gosta de sonhar.


Porque ele é intenso e deseja olhar pra trás.
Porque ele é intenso e deseja que você olhe para trás.

5 comentários:

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

A noite anda mesmo mto cheia de vampiros.

Mães de Yorkshire disse...

Pura inspiração!


Gostei!


Bjos

goldeplacaec disse...

vishi.. tava inspirado para escrever heim
bacana gostei
gosto desses tipos de texto
;)
vlw abraços...

http://goldeplacaec.blogspot.com/

Lara Monteiro disse...

Escreve muito bem, heim?!
Gostei do blog

Heitor disse...

Influencia da segunda geração romantica. Mandou bem.

Abraço